Tricolor consegue virada no fim da partida contra a Ponte Preta e engata segunda vitória em 2022

Tudo levava a crer que a noite do último domingo seria mais uma daquelas melancólicas e sem esperança para o torcedor do São Paulo. Até os 40 minutos do segundo tempo, a equipe era derrotada pela Ponte Preta, em outro jogo com erros individuais e coletivos, e se via na zona de rebaixamento do Campeonato Paulista.

Mas pela primeira vez na temporada o Tricolor mostrou poder de reação e conseguiu uma virada que parecia pouco provável. Primeiro, com Gabriel Sara, em uma cabeçada certeira aos 41 minutos; depois, contando com a sorte em uma vacilada da zaga da Ponte Preta para Calleri marcar.

A sorte, inclusive, tem sido companheira do São Paulo em alguns dos momentos de mais pressão em cima de Rogério Ceni e do elenco. Na rodada passada, o time se livrou da derrota graças a um gol inacreditável perdido por Gustavo Nescau, do São Caetano, praticamente debaixo das traves.


A sorte na noite de domingo, porém, foi um pouco diferente. Foi aquela sorte que premia a persistência. Isso porque no lance que originou o gol da virada, Marquinhos pressionou a marcação e forçou o erro de Moisés Ribeiro dentro da área.