Solange Almeida sobre cigarro eletrônico: “Perdi a vontade de cantar”

Artista disse que a voz ressecava e ela não conseguia mais alcançar tons depois de passar a fazer uso do aparelho.

Ranyelle Andrade/Metrópoles



Em entrevista ao Domingo Espetacular, exibida nesse domingo (17/4), Solange Almeida desabafou sobre os efeitos do cigarro eletrônico em sua vida e carreira. A cantora revelou que chegou a perder a vontade de cantar após fazer uso do dispositivo, já que a voz ressecava e ela não conseguia mais alcançar determinados tons.


“Eu perdi a vontade de cantar, já tinha determinado que não iria cantar mais. Cheguei a ter crises de pânico e falta de ar”, afirma, contando que tinha vergonha de assumir o caso publicamente.