Paraná recebe 29 refugiados da guerra na Ucrânia e cria força-tarefa com serviços de apoio

O governador Carlos Massa Ratinho Junior recepcionou os ucranianos e colocou a estrutura do Estado à disposição. A força-tarefa contará com serviços de saúde, educação, apoio psicológico, encaminhamento para emprego, entre outros necessários.

O Paraná recebeu nesta sexta-feira (18) um grupo de 29 ucranianos refugiados de guerra – Rússia e Ucrânia estão em confronto desde o mês passado. O grupo, formado em sua maioria por crianças e mulheres, passará dois dias na Capital, alojados na Primeira Igreja Batista (PIB) de Curitiba. Depois disso, seguirão para Guarapuava, na Região Central, onde ficarão sob cuidados de diferentes denominações evangélicas até que casas sejam construídas em Prudentópolis, na Região Centro-Sul – a cidade tem a maior comunidade ucraniana do País.

Uma nova delegação de refugiados, com 50 pessoas, chegará ao Estado na próxima semana.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior recepcionou os europeus e colocou a estrutura do Estado à disposição. A força-tarefa contará com serviços de saúde, educação, apoio psicológico, encaminhamento para emprego, além de agilizar questões burocráticas, entre apoios necessários.