Paraná aplica 10 litros de agrotóxicos por habitante ao ano

Um dos estados com maior produção agrícola do país, Paraná tem utilização de agrotóxicos elevada. O modelo causa problemas de saúde e ambientais.

por Amanda Yargas


Segundo dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO, na sigla em inglês) o Brasil é o terceiro país do mundo em aplicação de agrotóxicos, ficando atrás apenas de Estados Unidos e China. Por aqui foram aplicadas mais de 377mil e 200 toneladas de pesticidas nas plantações em 2019, último ano com dados disponíveis, o que equivale a 6 kg por hectare.

Desde 2017, o Brasil vem aprovando mais de 400 produtos deste gênero anualmente para uso agrícola e industrial. O glifosato é o agrotóxico mais popular do Brasil. Ele representa 62% do total de herbicidas usados no país enquanto é proibido em países europeus e enfrenta processos judiciais nos Estados Unidos, alguns concluídos com indenizações milionárias. O motivo é que estudos indicam que o glifosato pode causar câncer. No Paraná, a quantidade de agrotóxicos aplicada corresponde a 10L por habitante ao ano. E isso tem um impacto muito forte na saúde da população, como explica o médico da família e nutrólogo, dr Luiz Nicolodi.