Oito exigências impedem acordo de paz entre russos e ucranianos. Veja

Sem consenso, países acumulam três reuniões fracassadas. Ocidente pressiona por paz e alerta para uso de armas químicas

Otávio Augusto- Metrópoles

Russos e ucranianos seguem sem conseguir se entender, e a reunião dessa quinta-feira (10/3) entre os chefes da diplomacia russa, Sergey Lavrov, e ucraniana, Dmytro Kuleba, não terminou bem.


Lavrov reclamou do fornecimento de armas de países do Ocidente para a Ucrânia. Kuleba acusou a Rússia de planejar o ataque ao país e de dificultar as negociações e o socorro aos feridos.

Sem consenso, a reunião, realizada na Turquia, entrou para a lista de tentativas fracassadas. Já foram três encontros do tipo.