“Acho que vou morrer”, disse Elza Soares à família, segundo empresário

A cantora de 91 anos de idades faleceu nesta quinta-feira (20/1), na sua residência, de causas naturais

Raquel Martins Ribeiro/Metrópoles

Divulgação


Pedro Loureiro, empresário da cantora Elza Soares, que morreu nesta quinta-feira (20/1), aos 91 anos, fez uma revelação surpreendente. De acordo com ele, a artista teria se despedido de familiares minutos antes de falecer. “Eu acho que eu vou morrer”, teria dito a Cantora do Milênio. “Ela estava bem, gravou o DVD no dia 17 e 18 de janeiro. Acordou hoje e fez fisioterapia. Tudo normal. A gente até percebeu um leve cansaço nela, uma respiração mais ofegante, mas achamos que foi por causa da fisio”, contou Pedro ao G1. Pedro revela que, depois desse momento, Elza pediu para descansar e começou a apresentar a fala um pouco desorientada. O que chamou a atenção dele e de outros familiares que estavam com ela. Elza teria garantido que estava bem, mas assim que checaram sua pressão e oxigenação, notaram uma pequena alteração. Ambulância O empresário e os familiares da cantora chamaram o médico de Elza, que enviou uma ambulância para o local por precaução, mas 40 minutos depois, ela foi mudando o semblante, até que dormiu. “Foi uma morte tranquila, sem traumas, sem motivo. Morreu de causas naturais. Esse, aliás, era um grande medo dela: ter uma morte sofrida, por doença. Hoje, ela simplesmente desligou”, completa.