Ribeirão Claro promove 1º Encontro de Parapente e Paramotor

O evento espera receber mais de 100 pilotos que realizarão vários tipos de voos. Para Bellia, a festa será um sucesso e um sonho que está sendo realizado.

A prefeitura de Ribeirão Claro, em parceria com o organizador Reynaldo Bellia, clubes de voo e pilotos de vários estados, promovem entre os dias 4 e 7 de setembro o 1º Encontro de Parapente e Paramotor na Rampa do Padilha. A expectativa é atrair durante o festival aproximadamente 1,5 mil pessoas. De acordo com a comissão organizadora, já confirmaram presença clubes de voo do Paraná, São Paulo, Santa Catarina, Minas Gerais e Mato Grosso.

O objetivo do evento é promover o turismo em Ribeirão Claro, mostrar as belezas da represa de Xavantes e proporcionar momentos de diversão e lazer durante o feriado para todos os visitantes. O ponto de visita fica a nove quilômetros de Ribeirão Claro e será aberto para todo público. Segundo o organizador Reynaldo Bellia, haverá praça de alimentação, banheiros químicos, tenda, água potável, além da vista exuberante que o ponto turístico proporciona.

 

O evento espera receber mais de 100 pilotos que realizarão vários tipos de voos. Para Bellia, a festa será um sucesso e um sonho que está sendo realizado. “Temos todo apoio da prefeitura e patrocinadores, convidamos toda região para prestigiar o festival”.

 

No dia 5 de setembro, será realizado um evento especial ­ o voo dos deficientes ­ com a participação de cinco cadeirantes e cinco deficientes visuais. A ideia partiu do presidente do Clube de Voo de Ponta Grossa, Luiz Carlos Scariotte, que convidou alunos das associações de Ponta Grossa para participar. “Conseguimos autorização médica de todos e vamos proporcionar a eles um dia diferente, uma atividade extra. Resolvemos fazer essa ação voluntária para oferecer ao próximo às condições de igualdade”, enfatizou o presidente.

 

Para o piloto Robson Franini, que realiza voos desde 2000 a Rampa do Padilha de Ribeirão Claro é considerada uma das mais belas paisagens do Paraná neste tipo de esporte. Franini ressalta que todos os pilotos confirmados no evento são habilitados e haverá uma ambulância para acompanhar o evento durante o final de semana. “Como dependemos muito de condições climáticas para voo livre, teremos outras opções de voo para que os participantes não deixem de conhecer as belezas de Ribeirão Claro, que considero uma das melhores rampas do Paraná”, enfatizou o piloto.

 

Com autorização dos pais, os voos são permitidos para crianças a partir de 11 anos. Aos interessados, um voo de 20 minutos custa em média R$ 100.

Comentários

FONTEDayse Miranda/Tribuna do Vale
COMPARTILHE