São Paulo conversa com Valdivia e tenta atravessar Al Wahda

Segundo membros da diretoria do São Paulo, a contratação de Valdivia foi um pedido do técnico Juan Carlos Osorio

A diretoria do São Paulo iniciou diálogo para contratar o meia chileno Jorge Valdivia, de 31 anos, cujo contrato com o Palmeiras se encerrará no próximo dia 18. Dirigentes do São Paulo confirmam ao UOL Esporte que a negociação está acontecendo e que o clube do Morumbi tenta atravessar o acordo do atleta com o Al Wahda, clube dos Emirados Árabes que ainda no fim de junho anunciou a contratação do Mago.

Segundo membros da diretoria do São Paulo, a contratação de Valdivia foi um pedido do técnico Juan Carlos Osorio, baseado no desempenho do camisa 10 durante a Copa América, da qual a seleção chilena se sagrou campeã. O problema a ser resolvido, porém, seria o acerto do atleta com o Al Wahda. O clube dos Emirados Árabes emitiu comunicado no dia 13 de julho em que afirma que Valdivia assinou um documento em que firmou a transferência. O São Paulo ainda não vê a situação com clareza.

Essa não seria a primeira vez que uma transferência de Valdivia para um clube dos Emirados Árabes fracassa de úlrima hora. Em julho de 2014 o Al Fujairah chegou a anunciar o meia chileno, com foto do atleta vestindo a camisa do clube, mas houve discordância nos termos finais que impediram a concretização do negócio – o clube decidiu que o investimento era alto demais. Tampouco seria a primeira vez que um jogador troca o Palmeiras pelo São Paulo. Só na atual gestão do presidente são-paulino Carlos Miguel Aidar dois atletas trilharam o mesmo caminho: o atacante Alan Kardec e o volante Wesley.

Nos últimos dias, Valdivia concedeu entrevistas ao Estado de S. Paulo, à ESPN e à TV Bandeirantes em que criticou duramente a forma como o Palmeiras conduziu sua tentativa de renovação de contrato. Chegou até a dizer que um jogo de despedida foi inviabilizado por algumas exigências do clube.

As negociações entre Palmeiras e Valdivia pela renovação foram breves e marcadas pela falta de diálogo. O alviverde encaminhou a única oferta no dia 26 de março – o acordo envolvia uma redução considerável no salário fixo – de cerca de R$ 400 mil para R$ 120 mil – e mais ganhos por produtividade. A oferta não agradou ao chileno e a seu pai e representante, que nem fizeram contraproposta. O Palmeiras tampouco aumentou a oferta sobre a mesa, e a situação se arrastou até a Copa América, quando o Al Wahda anunciou a contratação.

A assessoria de imprensa do jogador não confirma a negociação. O vice-presidente de futebol do São Paulo, Ataíde Gil Guerreiro, foi procurado pela reportagem mas não atendeu às tentativas de contato.

Comentários

VIA Esporte.uol
COMPARTILHE