‘Homem Gre-Nal’ com multa de R$ 191 mi é trunfo do Grêmio até fora de campo

Hoje, Luan chama atenção pela técnica, o drible rápido herdado da época em que jogava futsal no interior paulista, a inteligência para se posicionar e visão de jogo precisa. Tudo isso ajudou nos dois gols marcados sobre o Internacional.

‘Homem Gre-Nal’ é título dado a qualquer jogador que decide um clássico entre Grêmio e Internacional. Nada mais justo que a goleada gremista por 5 a 0 aplicada neste domingo, feito que não ocorria há mais de 100 anos, tivesse também um nome a ser sublinhado. E este é Luan. Com atuação de gala, dois gols e grande participação, a jovem estrela dá novo passo para se consolidar como ‘salvação’ do Tricolor. Dentro e fora de campo.

Hoje, Luan chama atenção pela técnica, o drible rápido herdado da época em que jogava futsal no interior paulista, a inteligência para se posicionar e visão de jogo precisa. Tudo isso ajudou nos dois gols marcados sobre o Internacional. No primeiro, recebeu passe de Erazo e bateu de fora da área. No segundo, aparou rebote após conclusão de Pedro Rocha.

“O Luan, é um jogador impressionante com uma qualidade acima da média, que mantém uma regularidade durante os jogos. Converso com ele algum detalhe que precisa corrigir, mas vem evoluindo diariamente. No final do jogo eu passei para eles [jogadores] que a vitória vem do dia a dia. Não se faz nada diferente no jogo do que fizemos nos treinos. Não quero só passar pela vida do meu atleta, mas permitir que fique uma mensagem para sempre. Ele [Luan] é impressionante”, explicou o técnico Roger Machado.

Não é de agora que Luan impressiona. Desde que subiu ao principal do Grêmio, no começo do ano passado, o meia-atacante tem assumido posto de protagonista. O crescimento em velocidade espantosa, já que com um ano de profissional era titular do time e uma das figuras mais importantes, faz o Grêmio vê-lo também como ‘salvação’ para as finanças.

Luan tem multa rescisória definida e R$ 191 milhões para clubes do exterior. Já recebeu proposta de 10 milhões de euros (R$ 38,4 milhões), mas o Tricolor rejeitou. Considerava que ele valeria mais no futuro. Hoje já vale.

Aos 22 anos, o meia-atacante tem contrato até dezembro de 2017. Pode ser vendido no começo do próximo ano, ou quem sabe esperar pela janela ‘mais quente’ na Europa. Mas definitivamente poderá tirar o clube da situação financeira difícil pela qual passou no começo do ano. Até lá, seguirá dando alegrias para torcida, como já fez no último domingo.

Comentários

VIAUol Esporte
COMPARTILHE