Dr. Sergio é finalista do prêmio ‘Prefeito Empreendedor’

Instituído pelo Sebrae, premiação é o reconhecimento das ações municipais pelo desenvolvimento econômico e social

Dr. Sérgio vai representar os demais prefeitos na condição de finalista do evento – Antônio de Picolli / Arquivo

O município de Jacarezinho vai representar a região como finalista na categoria Cooperação Intermunicipal para o Desenvolvimento Econômico, graças aos trabalhos desenvolvidos no âmbito do Sistema Regional de Inovação (SRI), que congrega esforços de cerca de 40 entidades e instituições de cinco municípios do Norte Pioneiro do Paraná – Santo Antônio da Platina, Cambará, Andirá e Bandeirantes, além de Jacarezinho. O grupo trabalha com os temas inovação, tecnologia e empreendedorismo, na divulgação dessa proposta, realização de feiras e palestras para estimular os jovens no âmbito empresarial.

O prefeito de Jacarezinho, Sergio Faria (DEM), o Dr. Sérgio, como é mais conhecido, que vai representar os demais prefeitos na condição de finalista, assinala que o trabalho de entidades, das universidades, das instituições de ensino e das prefeituras tem contribuído para despertar nos jovens o espírito empreendedor.

SRI Norte Pioneiro
O Sistema Regional de Inovação (SRI), tem como atribuição a realização do planejamento estratégico – como um processo de envolvimento de parcerias, comprometimento e concertação regional; Coube a instituição a formalização do Diagnóstico Regional de Ativos Tecnológicos – realizado em 2016, e, a partir daí, o Sebrae realizou mapeamento de ativos na microrregião do SRI Norte Pioneiro, compreendendo as IES

  • Instituições de Ensino Superior e o Parque Tecnológico do Tecpar – Instituto de Tecnologia do Paraná, em Jacarezinho.
  • Isso evidenciou o potencial que a região tem para a promoção das ações, evidenciado pelo diagnóstico que identificou mais de 93 laboratórios existentes, nas mais variadas áreas do conhecimento. No que tange ao corpo docente, a região conta atualmente com 164 doutores, 229 mestres, 81 Especialistas e 54 especializados que poderão dar a tônica no processo de transferência e desenvolvimento tecnológico, empreendedorismo e inovação.
  • Vale lembrar que a região possui quase sete mil acadêmicos e 2.600 alunos do ensino médio técnico, que são a massa crítica, e de fato empreendedores em potencial, com capacidade de inovar o Norte Pioneiro.
  • Potenciais negócios
    Entre as várias ações desenvolvidas em Jacarezinho, no Instituto Federal do Paraná Campus Jacarezinho; em 2017, a “Trilha T.S.A: Tecnologia, Saúde e Alimentação” desenvolvidas no Instituto Federal do Paraná Campus Jacarezinho; na Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), campus Jacarezinho; no CEEP Agrícola Mohamad Ali Hamzé, em Cambará; e, na Faculdade do Norte Pioneiro (Fanorpi), em Santo Antônio da Platina e Universidade Norte do Paraná (Unopar), campus Bandeirantes.
  • Vale o registro, também, da “Trilha Tecfarm”, focada em projetos voltados para o agronegócio, na Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), campus Bandeirantes, onde o trabalho foi concluído com um processo de pré-incubação. As trilhas com dezenas de grupos formados produziram vários projetos de inovação;
  • Missões Tecnológicas
    Como ferramentas de aperfeiçoamento e compreensão dos fatores determinantes do desenvolvimento: a geração, apropriação e utilização de inovações: duas em 2016, uma para o Sudoeste Paranaense (Pato Branco, Francisco Beltrão e Dois Vizinhos) e uma para Santa Rita do Sapucaí, em Minas Gerais; duas, em 2017, uma para Maringá (PR): CIM Centro de Inovação de Maringá, área tecnológica da UEM – Universidade Estadual de Maringá e a outra para Curitiba, participação no II Encontro Estadual das MPES, câmara de Inovação, e sugestões para a Carta do Paraná, entregue as autoridades do Estado e que demonstra a vontade da sociedade em melhorar o ambiente de negócios no Paraná.
    Em 2017, em Curitiba (PR), no Encontro Estadual do Sistema de Melhorias do Ambiente de Negócios do Paraná, participação na câmara de inovação e articulações pró-desenvolvimento territorial; Curso de Engenharia de Controle e Automação, no IFPR – Instituto Federal do Paraná, campus Jacarezinho, que teve início em 2018, autorizado pela Resolução nº44 de 14 de julho de 2017, do Conselho Superior do Instituto Federal do Paraná, contou com apoio e articulação, também, do SRI NP;
  • Editais de Inovação 2017/ 2018
    Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná e Fundação Araucária, em parceria com SEBRAE e TECPAR – Instituto de Tecnologia do Paraná – efetivaram projeto piloto no Norte Pioneiro, programa de apoio exclusivo ao SRI do Norte Pioneiro, contemplando apenas as empresas sediadas nos municípios que fazem parte do sistema. O programa visa apoiar financeiramente o desenvolvimento e a inserção no mercado de produtos ou processos inovadores, que promovam atividades de inovação de base tecnológica e a competitividade de empresas emergentes ou em processo de formalização. Investimento de R$ 1 milhão. 15 startups já selecionadas.
  • Smarty City Expo Curitiba 2018 – foi a primeira edição brasileira do maior evento do mundo sobre desenvolvimento de cidades inteligentes, e o SRI NP apresentou sua história sob o tema: “Por que o Paraná é o lugar certo para empreender em tecnologia e inovação”, e assim o Norte Pioneiro foi inserido em uma temática mundial, na busca de soluções inovadoras através de ideias inteligentes.