Projetos sociais do 2º BPM atendem cerca de 150 crianças

Para ingressar no projeto Polícia Mirim Integrada é necessário passar por uma prova teórica e física, semelhante aos moldes do concurso da Polícia Militar

Projetos sociais do 2º Batalhão de Polícia Militar com sede em Jacarezinho, como o Polícia Mirim [em Jacarezinho e Siqueira Campos], a Escolinha de Futebol e a Escolinha de Karatê Shotokan do 2º BPM, juntos atendem cerca de 150 crianças com aulas de esporte, civismo, física e foco no desempenho das notas escolares.

O comandante do 2º BPM, tenente-coronel José Luiz de Oliveira, designou o sargento Wagner Luiz de Almeida como coordenador dos projetos sociais da unidade. O sargento explica que os projetos necessitam do auxílio da comunidade e de empresário para continuar com o objetivo de afastar as crianças das ruas e das drogas e para aproximar a Polícia Militar da comunidade.

O sargento explica que as prioridades seriam no auxílio para o fardamento dos alunos da Polícia Mirim e em investimentos na compra de instrumentos para a criação de uma Banda Musical. Segundo ele, seriam entre 25 e 30 fardamentos, com um custo médio de R$ 150 a unidade. O valor dos instrumentos seria um pouco mais elevado, algo em torno de R$ 13 mil.

“Já estou feliz com os resultados obtidos. A grande maioria dos alunos que passaram aqui, ou que ainda permanecem, está no mercado de trabalho e estudando. Tivemos alunos que conseguiram entrar no IFPR. É uma vitória! Estamos cumprindo o objetivo de afastar esses jovens das ruas e das drogas e promover um futuro promissor a eles”, disse Almeida.

Projetos

De acordo com o sargento, o primeiro projeto criado foi a Escolinha de Karatê Shotokan com o professor Alexandre Crispim. Atualmente a escolinha atende cerca de 50 alunos. Em 2010, Almeida juntamente com o soldado Antônio Carlos iniciaram atividades do Ministério Alcance com as crianças, envolvendo-as em atividades sociais no 2º BPM.

Em meados de 2013 foi criado a Polícia Mirim Integrada na sede do Batalhão, que atualmente conta com aproximadamente 25 alunos anualmente, assim como o projeto criado no ano passado em Siqueira Campos, nos moldes do projeto da sede em Jacarezinho.

O último projeto social iniciado foi a Escolinha de Futebol. Com ela, os alunos continuam as atividades junto ao 2º BPM e ficam mais longe das drogas e das ruas. “Fazemos com esses alunos também tenham momentos de lazer. Fechamos uma parceria com a AABB, onde muitos deles não tinham condições de frequentar e agora participam de momentos de alegria e descontração”, sublinha o sargento.

Conforme Almeida, para ingressar no projeto Polícia Mirim Integrada é necessário passar por uma prova teórica e física, semelhante aos moldes do concurso da Polícia Militar. “Cobramos também boas notas na escola e ensinamos civismo e educação física”, explica o sargento salientando que a maioria dos alunos é do bairro Aeroporto, devido à proximidade com a sede do 2º BPM, mas que também existem alunos de outras localidades.