Mulheres do Café são premiadas em Londrina

Os lotes selecionados de cafés foram previamente avaliados por um júri especializado segundo os parâmetros da Associação Americana de Cafés Especiais (SCAA, na sigla em inglês)

Leilão garantiu preço médio de R$ 700 para lotes de cafés especiais, durante o evento CRÉDITO: Divulgação / Emater

Produtoras do Norte Pioneiro participaram de um leilão de cafés especiais, o 2º Cup das Mulheres do Café do Norte Pioneiro, realizado em Londrina, na sede do Iapar (Instituto Agronômico do Paraná), na sexta-feira (30). Foram oferecidos 42 lotes de 30 kg produzidos pelas integrantes do Projeto Mulheres do Café, que busca melhorar a qualidade do produto, agregar renda às famílias e valorizar o trabalho feminino.

Os lotes selecionados de cafés foram previamente avaliados por um júri especializado segundo os parâmetros da Associação Americana de Cafés Especiais (SCAA, na sigla em inglês). A ação, que visava a divulgação dos cafés produzidos pelas integrantes do grupo, foi organizado pela Emater, Iapar, Faep (Federação da Agricultura do Estado do Paraná) e IWCA Brasil (Aliança Internacional das Mulheres do Café).

Leilão garantiu preço médio de R$ 700 para lotes de cafés especiais, durante o evento
CRÉDITO: Divulgação / Emater

O remate era dirigido a cafeterias, torrefadoras e exportadores que tiveram à disposição amostras para degustação. Os lances foram oferecidos diretamente às cafeicultoras participantes. O preço médio de cada lote foi de R$ 700.

Conforme avaliação do júri, composto por nove profissionais (Q-Grader e degustadores oficiais) foram ranqueados os três melhores cafés nas categorias natural e cereja descascado. As produtoras Sirlei de Fatima da Cruz Carvalho, de Joaquim Távora; Maristela de Fátima da Silva Souza, de Tomazina e Elielce Monteiro Machado, de Pinhalão ficaram com os três primeiros lugares, respectivamente, no café natural.

Leilão garantiu preço médio de R$ 700 para lotes de cafés especiais, durante o evento
CRÉDITO: Divulgação / Emater

Na categoria cereja descascado, as três classificadas foram Laura de Oliveira Freitas, de Tomazina; Edicleia Aparecida Peres Penha, de Ibaiti; e Edineide Aparecida Correa, de Figueira.