Cafés especiais da região são premiados e leiloados

Os vencedores do 6º Concurso de Qualidades de Cafés “Sabores do Norte Pioneiro do Paraná”, nas categorias café natural e cereja descascado, foram conhecidos no último dia da feira

Os vencedores do 6º Concurso de Qualidades de Cafés “Sabores do Norte Pioneiro do Paraná” foram conhecidos na tarde da última sexta-feira (5), na Feira Internacional de Cafés Especiais do Norte Pioneiro do Paraná (Ficafé), realizada no Centro de Eventos de Jacarezinho. Os lotes dos 22 produtores finalistas foram analisados pela banca julgadora, premiados e leiloados durante o evento para cafeterias e empresas de torrefação.

Enquanto no mercado convencional, uma saca de 60 quilos é comercializada, em média, a R$ 380, durante a Ficafé, uma saca de café cereja descascado, finalista do concurso, foi arrematada por R$ 3.400 durante o leilão.

O primeiro colocado na categoria “Café Cereja Descascado” foi o produtor Francisco Barbosa Lima, de Jaboti/Japira, que conquistou 86,75 pontos. O vencedor do concurso disse que trabalha com café há 45 anos como técnico e é produtor dos grãos há 38 anos. “Sempre acreditei que o Paraná produz café de excelente qualidade e tenho dedicado minha vida a isso”, contou.

Alegre e satisfeito com o resultado, Lima apontou que, em função do clima do norte pioneiro, é necessário mudar alguns conceitos de processamento para que a produção de cafés especiais seja regular. “Precisamos de fomento do governo e apoio de entidades, como Acenpp e Sebrae/PR, que têm sido fundamentais para a formação, treinamento e capacitação de produtores, além da organização dessa feira, que é uma vitrine para os cafés da região”, afirmou.

A vencedora na categoria “Café Cereja Natural”, com 87,08 pontos, declarou estar feliz e satisfeita com o resultado do trabalho feito com amor e dedicação. Cafeicultora há mais de 20 anos, Maristela de Fátima da Silva Souza contou que há apenas cinco anos começou a produzir cafés especiais em busca de mais valor agregado.

“Recebi o convite da Emater para participar do projeto Mulheres do Café em 2013. Entrei para fazer um bom café, natural ou cereja descascado, e está dando resultado. No ano passado, fui campeã no Paraná e, este ano, aqui. Estou muito feliz”, comemorou. Para ela, o segredo do sucesso é seguir corretamente todos os passos na produção, desde o manejo do solo, até a colheita, secagem, e a chegada da bebida à xícara.

O consultor do Sebrae/PR, Odemir Capello, ressaltou a importância do concurso para a região. “A premiação destaca quem empregou esforços em produzir lotes diferenciados e evidencia o potencial da região para a produção de cafés de qualidade”, avaliou. Segundo o consultor, nesta edição, foram 15 finalistas na categoria “Café Cereja Descascado”, o que mostra que o estímulo e capacitação oferecidos aos produtores têm dado bons resultados.

Ficafé 2018

A Ficafé 2018 é uma realização do Sebrae/PR, Acenpp, Cocenpp, Indicação de Procedência do Norte Pioneiro do Paraná, com apoio da Prefeitura Municipal de Jacarezinho, Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Governo do Paraná, Secretaria de Estado de Agricultura e Abastecimento (Seab), Instituto Federal do Paraná (IFPR) campus Jacarezinho, Sistema Faep (Senar, Faep e Sindicato Rural), Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Associação dos Engenheiros e Agrônomos do Norte Pioneiro (AEANP), Probat, Vonder, Syngenta, Emater,  Universidade Estadual do Norte do Paraná (Uenp), Cocamar, Fecomércio PR, Sesc, Senac, Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Paraná (CREA-PR), BUNN, Associação dos Municípios Norte Pioneiro (Amunorpi), nucoffee, Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), Yara, Astoria, KO, California, Capricórnio, Condesa Co-Lab. Para conferir a programação completa, acesse www.ficafe.com.br.