Econorte inicia construção de viaduto na BR- 153

Nesta etapa do projeto serão construídas vias marginais e futuras alças de acesso à cidade

O consórcio Triunfo/Econorte, concessionária que administra a rodovia BR-153 no trecho de pouco mais de 50 quilômetros entre Santo Antônio da Platina até o entroncamento com a BR-369 na divisa com estado de São Paulo, deu início às obras de construção do viaduto no quilômetro 41 da BR 153, em Santo Antônio da Platina. Nesta etapa do projeto, estão sendo construídas as vias marginais e futuras alças de acesso à cidade. As novas marginais servirão de vias para a liberação da escavação da rodovia existente no local e futura construção do viaduto.

 

O quilômetro 41 da rodovia fica exatamente no principal acesso para quem viaja pela BR-153 e pretende entrar em Santo Antônio da Platina pela avenida Frei Guilherme Maria. O mesmo trevo também liga a cidade pela rodovia ao bairro Santa Crescência, onde está localizado o Hospital Regional do Norte Pioneiro, a Uniesp e o Parque de Exposições Alício Dias dos Reis.

 

De acordo com a concessionária, o cruzamento do viaduto ficará no trevo da rodoviária. Também faz parte do projeto, a execução de uma via marginal que fará a ligação entre a Avenida Frei Guilherme Maria e trevo de acesso ao povoado da Platina pela PR-439 (Rodovia Estadual Deputado Benedito Lúcio Machado).

 

“Estamos muito satisfeitos com o início desta obra, que beneficiará a todos os moradores da cidade e da região. Com isso, a Triunfo/Econorte reforça o constante compromisso de manter a qualidade na prestação de serviços aos usuários e o cumprimento das obrigações contratuais”, disse o engenheiro da concessionária, Guilherme Mamprim.

 

A construção de um viaduto na BR-153 é uma reivindicação antiga da comunidade local. Em 2009, o Ministério dos Transportes chegou a confirmar a obra através de uma emenda parlamentar do então deputado federal Chico da Princesa. O projeto inicial previa a aplicação de R$ 19 milhões para a conclusão da obra que tinha prazo de um ano para ser entregue. O obra chegou a ser confirmada no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2, mas mudanças no orçamento da União não permitiram que o projeto saísse do papel.

 

O ponto onde será construído o viaduto é palco de vários acidentes, a maioria sem vítimas, mas que deixam o trânsito no local lento, já que boa parte do tráfego naquele trecho é de veículos pesados.  Há pouco mais de três anos, a instalação de semáforos e a melhoria da sinalização horizontal proporcionaram mais segurança no trecho, mas ainda assim, o local registra acidentes com frequência, sendo um dos pontos mais perigosos do trânsito de Santo Antônio da Platina.

 

O consórcio Triunfo/Econorte não informou o prazo para a conclusão das obras.