Presidente da Câmara assume prefeitura após cassação de prefeito

Com a saída de Geraldão, Lauro Carvalho será o terceiro prefeito de Japira nesta gestão

Lauro Carvalho foi empossado na tarde desta segunda-feira, na Câmara Municipal Foto: Divulgação

O presidente da Câmara Municipal de Japira, Lauro Carvalho (DEM), assume nesta terça-feira, 31, a prefeitura de Japira. A posse ocorreu nesta segunda-feira, na Câmara, em uma cerimônia simples. Lauro entra no lugar de José Geraldo dos Santos, o Geraldão (DEM), que teve seu mandato cassado na noite de sexta-feira, 27, após julgamento do relatório da Comissão Processante que o acusava de praticar nepotismo, de contratar funcionários por RPA (Recibo de Pagamento Autônomo), por uso irregular de veículo agrícola e de uso particular de veículo da prefeitura. A CP foi instaurada após denúncia de um morador. O julgamento durou mais de seis horas e foi votado por itens.

Geraldão ficou apenas sete meses à frente da administração pública de Japira. Ele era vice do prefeito Walmir Wellington dos Santos, que morreu em um acidente automobilístico no final do mês de dezembro de 2017. Com saída de Geraldão, Lauro Carvalho será o terceiro prefeito de Japira nesta gestão.

O novo prefeito não soube informar se a Justiça Eleitoral realizará uma nova eleição ou se ele permanecerá no cargo até fim da gestão. “Ainda não foi nada decidido. Como a CP foi julgada por fatos, houve votações diferentes em cada item e isso terá que ser analisado ainda”, disse.

Para Lauro Carvalho, assumir a prefeitura nesse momento é uma tarefa complicada, porque há uma série de decisões que precisam ser tomadas, como a formação da nova equipe, estabelecimento de prioridades, continuidade das obras já começadas. “Acho que tenho que ter sabedoria nesse momento, porque a população não pode sofrer com essas mudanças todas. Também não quero magoar ninguém. É um momento bem delicado”, disse.

Entre as prioridades do novo prefeito, ele cita a área da Saúde, a  contratação de funcionários por meio de Processo Seletivo Simplificado, incentivo a agricultura e continuidade dos trabalhos já iniciados. “Temos a construção de um posto de saúde paralisada há uns três anos. Queria terminar essa obra e transformar ali em uma unidade mista, ou seja, atendimento de UBS e de emergência, já que Japira não tem um hospital e os atendimentos mais urgentes são feitos em Tomazina”, contou.

Lauro disse que tem outros planos, mas que precisa primeiro saber qual a decisão da Justiça Eleitoral em relação a ter ou não nova eleição na cidade.