Platinense é campeã e disputará Sul Americano Infantil de Ginástica Artística

Atleta tem apenas dez anos e treina em Curitiba. Também ficou na terceira colocação individual geral e vice-campeã nas paralelas

Foto: Divulgação

Promovido pela Confederação Brasileira de Ginástica, o Campeonato Brasileiro de Ginástica Artística Adulto e Infantil foi realizado neste final de semana no principal ginásio de São Bernardo de Campo(SP). Nos aparelhos onde ídolos já estiveram conquistando títulos, as jovens entraram para disputar com centenas de concorrentes de todo o país.

A atleta de Santo Antônio da Platina, Josiany Calixto Silva (fotos) se classificou para o Campeonato Sul Americano Infantil 2018, na Bolívia. Ela foi campeã na trave, ficou na terceira colocação individual geral e vice-campeã nas paralelas.

A menina e o pai visitaram o npdiario no final de 2017 quando ela estava em férias (foto). Ele é bastante conhecido e querido na cidade e tem o apelido de Zé das Medalhas.

O CEGIN (Centro de Excelência de Ginástica do Paraná,), onde a norte-pioneirense treina, levou medalha de ouro na trave e bronze no Individual geral com ela. E foi 7º no individual geral com Flávia Paesano. Os resultados do Individual Geral na categoria Infantil – 1 – Luisa Maia (ADC São Bernardo), 109.900; 2 – Gabriela Reis (ADC São Bernardo), 107.075; 3 – Josiany da Silva (CEGIN), 104.475.

“O Brasileiro foi minha primeira competição importante”, afirmou Josiany, que nasceu em agosto de 2007, em Santo Antonio da Platina. A menina fazia tae kwon do quando uma professora achou que era muito flexível e indicou a ginástica artística – foi encaminhada para a escola, em Jacarezinho, e em quatro meses de ginástica venceu um festival realizado no CEGIN e foi descoberta pela técnica Irina Ilyashenko.

“Ela falou que eu tinha 15 dias para mudar para Curitiba. Minhas mãe, Terezinha, concordou, fiz o teste e passei a integrar o grupo da Carol (a treinadora Carol Molanari, que treina as categorias Pré-Infantil e Infantil). “Minha mãe mora comigo em Curitiba”, conta Josi que está no sexto ano do Colégio Estillo. É fã da campeã olímpica Simone Biles, ginasta americana.

“A Josi é bem talentosa. Isso não é garantia de sucesso, mas se continuar o trabalho tem condições de ser bem-sucedida. É coordenada, inteligente e dedicada nos treinamentos”, afirma Carol Molinaria, ex-ginasta que trabalha com categorias de base visando ao alto rendimento. “São selecionadas e o objetivo é levar ao alto nível da ginástica.”

O grupo técnico tem Irina Ilyashenko, como técnica chefe, Roger Medina e Carol. “A prioridade é a excelência técnica, com preparação corporal, alinhamento, preparação física… é preparar para o alto rendimento. É um trabalho de lapidar”, acrescenta Carol.

O Centro de Excelência de Ginástica do Paraná tem o apoio dos incentivadores Portonave, Fertipar, Elejor, Caminhos do Paraná e Blount, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, do Ministério do Esporte, e da SMELJ e Prefeitura de Curitiba.