Governo libera recursos para projetos urbanos em 11 municípios

Governo libera recursos para projetos urbanos em 11 municípios, que somam R$ 3 milhões

A governadora Cida Borghetti durante assinatura de convênios para municipios. - Curitiba/Pr, 24.04.2018 - Foto Jonas Oliveira/Governadoria

A governadora Cida Borghetti autorizou nesta terça-feira (20) a liberação de R$ 3 milhões para 11 municípios, entre eles, três  do Norte Pioneiro – Barra do Jacaré, Itambaracá e Andirá. Os recursos são para melhorias na iluminação pública, pavimentação e a aquisição de equipamentos e veículos. Em encontro com prefeitos, no Palácio Iguaçu, Cida reforçou o perfil municipalista da gestão.

Para  Barra do Jacaré o convênio foi no valor de R$ 40 mil, Itambaracá, R$ 250 mil e  Andirá assinou novo convênio para compra de equipamentos no valor de R$ 50 mil.

“Diariamente recebemos prefeitos em Curitiba ou no Interior que apresentam projetos que levam melhorias para as cidades. Essas autorizações são frequentes porque esse governo é municipalista e entende que é nas cidades que as pessoas vivem”, disse. Os valores são provenientes de convênios das prefeituras com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano.

Cida informou que durante esta semana acontecerão ainda outras liberações de recursos. “Já atendemos mais de 100 prefeitos e o objetivo é contemplar todos os municípios do Paraná”, afirmou. “Não há distinção de municípios, atendemos a todos porque o Governo precisa dar condições para que os prefeitos melhorem a qualidade de vida em todas as cidades”, afirmou o chefe da Casa Civil, Dilceu Sperafico.

Segundo o secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Silvio Barros, há cerca de 1,7 mil processos em análise e os recursos para atendê-los estão reservados. “Temos muitos projetos em análise. Os recursos foram destinados no orçamento, temos o dinheiro em caixa para fazer o repasse”, declarou.

AGILIDADE – Barros explicou que, para dar celeridade aos processos, na próxima semana a Secretaria do Desenvolvimento Urbano publicará um edital com registro de preços de equipamentos, maquinários e veículos. Municípios cujos projetos com a mesma especificidade já que foram aprovados poderão aderir.

“Definimos um lote e faremos esse registro de preço para que as empresas ofereçam o serviço. Os municípios podem aderir a este edital e, assim, diminuímos a necessidade de criar um edital para cada município. É um mecanismo que acelera a capacidade de investimentos do Estado”, afirmou.