Programa Escola 1000 estabelece nova maneira de pensar

Até esse momento, 445 contratos já foram encaminhados aos núcleos

Foto: Hedeson Alves/SEED

A ideia era simples: depositar dinheiro na conta das escolas e deixar cada comunidade decidir como os recursos devem ser gastos. Foi a partir dessa premissa que nasceu o Escola 1000 – um programa desenvolvido pela Secretaria da Casa Civil e Secretaria de Educação, e coordenado pelo Fundepar.

Lançado oficialmente em setembro de 2016, o Escola 1000 completa um ano alterando o paradigma e a forma de pensar a manutenção dos espaços públicos estaduais. Ao trazer a comunidade para participar do processo decisório e da fiscalização das obras, cria-se um sentimento de pertencimento e de responsabilidade. Isso gera mais envolvimento e uma maior participação dos pais na vida escolar dos filhos, o que é sempre bem-vindo.

Além de valorizar o patrimônio público, o investimento na economia local aquece o mercado, através da geração de empregos diretos e indiretos. O programa também proporciona uma melhora significativa nas condições de ensino e de aprendizado, bem como uma maior transparência na aplicação de recursos públicos.

SATISFAÇÃO – Para as escolas que vão iniciar os trabalhos, as expectativas são as melhores possíveis. No Colégio Estadual São Cristovão, em São José dos Pinhais, as obras iniciam já na próxima semana. “Esse investimento torna o ambiente mais adequado ao ensino e fortalece o laço entre a escola e a comunidade”, afirma o diretor, Jaques Pereira. A escola vai receber pintura em salas de aula, muros, portas novas, revestimento e melhorias no telhado do refeitório, beneficiando mais de 1.800 estudantes.

Para quem está finalizando a participação no programa, o sentimento é de realização. “Com a pintura nova, as salas ficaram mais bonitas e os alunos mais animados para o estudo. O trabalho foi bem executado e entregue antes do prazo estipulado”, afirma a professora Adriana Maria Azolin, diretora do Colégio Estadual Ângelo Volpato, em Curitiba.

O entusiasmo gerado pelo programa é grande. “O Escola 1000 é o melhor programa de revitalização de escolas que eu já tive conhecimento”, opina Evane Petla Mendes Dias, uma das responsáveis pelo Escola 1000 no Fundepar.

TRANSPARÊNCIA – Através de convênios, a fiscalização das obras é feita por engenheiros da Paraná Edificações (PRED) e da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), como instrumento de controle e transparência.

O apoio e o acompanhamento dos Núcleos Regionais de Educação também são fundamentais para dar tranquilidade à comunidade escolar e transparência na realização das obras. “O programa aproximou ainda mais o Núcleo de Educação das escolas. Estamos mais presentes, não apenas para fiscalizar, mas para ouvir e dialogar com a escola”, explica o chefe do Núcleo Regional de Paranavaí, Pedro Baraldi.

REVITALIZAÇÃO – O Programa Escola 1000 foi criado para acelerar a revitalização das escolas da rede estadual de ensino. O investimento do Governo do Paraná é de R$ 100 milhões, divididos entre mil escolas estaduais de todas as regiões do estado, sendo que cada escola recebeu R$ 100.000,00, para realizar seu projeto de reformas.

Até esse momento, 445 contratos já foram encaminhados aos núcleos, sendo que boa parte dessas escolas já estão em obras.