Paraná realiza semana de prevenção da osteoporose

Alimentação adequada e a prática de atividade física estão entre os fatores de prevenção.

Foto: Venilton Küchler

O Governo do Paraná promove pela primeira vez a Semana Estadual de Prevenção e Combate da Osteoporose. A terceira semana de outubro foi o período instituído por meio de lei estadual para levar informações à população e ampliar às iniciativas relacionadas à doença. O deputado estadual José Carlos Schiavinato é o autor da lei.

O coordenador estadual da Saúde do Idoso, Rubens Bendlin, comenta que a lei traz um grande avanço para a área. “É muito importante a instituição de uma data com um tema tão relevante e que vem de encontro às estratégias do Estado em busca de melhorar a vida dos idosos, considerando o aumento da expectativa de vida e, consequentemente, o aumento dessa população”, fala.

VÍDEO – Nesta terça-feira (17), a Secretaria de Estado da Saúde organizou uma videoconferência com todas as regionais de saúde do Estado para abordar o tema. O evento reuniu diversos profissionais da área de gerontologia, endocrinologia, reumatologia, fisioterapia e nutrição para falar sobre a epidemiologia, os fatores de risco, a prevenção, o diagnóstico e o tratamento da osteoporose.

“De modo geral a prevenção da osteoporose pode ser resumida ao famoso binômio da manutenção de uma alimentação saudável e da prática regular de atividade física, além do afastamento de hábitos como o tabagismo e o uso de álcool”, resume Bendlin. A osteoporose também pode estar relacionada a fatores genéticos, diabetes, hipertireoidismo, menopausa precoce e outros.

ALIMENTAÇÃO – A nutricionista da Fundação de Apoio e Valorização do Idoso, Simone Fiebrantz Pinto, falou sobre o papel da alimentação na osteoporose. Segundo ela, é a alimentação no decorrer de toda a vida que vai ajudar a fazer o estoque de cálcio nos ossos. Para isso, a principal orientação é o consumo regular de leite e derivados, que são as principais fontes de cálcio. “Essa manutenção do cálcio já começa na gestação, passando pela infância e puberdade, para já ter o impacto quando adulto e, principalmente, quando idoso”, diz.

Simone também destaca a importância da vitamina D como fonte para a fixação do cálcio. “Vários estudos mostram que a população é deficiente em vitamina D. Por isso, é importante consumir alimentos como ovo, sardinha, atum, manteiga e o próprio leite, que contêm a vitamina e, aliados ao sol, ajudam na fixação do cálcio”, orienta.

A nutricionista alerta para o consumo excessivo de café e outras bebidas que também contenham cafeína. “Esses alimentos têm um componente que diminui a absorção e a fixação do cálcio. Portanto, devemos limitar o consumo dessas bebidas a quatro xícaras diárias, no máximo. O mesmo cuidado deve ocorrer com as carnes, pois o excesso de proteína também prejudica o estoque de cálcio”, explica.

QUEDAS – A doença está relacionada às fraturas de ossos ocasionadas por quedas. “Portanto, prevenir a osteoporose é uma maneira de fazer com que os agravos de uma queda sejam os menores possíveis”, ressalta a geriatra da Secretaria de Estado da Saúde, Adriane Miró.

Dados da National Osteoporosis Foundation mostram que 50% das mulheres e 25% dos homens acima dos 50 anos vão apresentar pelo menos uma fratura por osteoporose na vida e, após a primeira fratura, as chances de uma nova aumentam em cinco vezes ainda no primeiro ano. Os valores estão relacionados à queda na massa óssea que começa a ocorrer a partir dessa faixa etária.

O enfoque principal são as fraturas de quadris: 20% dos pacientes que têm esse tipo de fratura morrem após um ano; 30% ficam incapazes permanentemente; 40% não conseguem mais andar sozinhos e 80% perdem a capacidade de realizar pelo menos uma atividade que realizava antes da fratura.

Adriane orienta sobre fatores que pode causar as quedas e devem ser verificados. De acordo com a médica, elas podem ser causadas por fatores como o uso de medicamentos inadequados ou o uso incorreto deles, por um déficit visual ou auditivo e a falta de segurança nos ambientes residenciais.

PROGRAMAÇÃO – A programação da Semana Estadual de Prevenção e Combate à Osteoporose continua nesta sexta-feira (20) quando a Secretaria de Estado da Saúde, em parceria com outras instituições, promove a Feira de Orientações sobre a Osteoporose. O evento acontece das 9h às 16h, na Rua da Cidadania do Pinheirinho, na Avenida Winston Churchill, 2033, em Curitiba. O objetivo é levar informações à população sobre a doença e as formas de prevenção.