Luan Santana conheceu namorada Jade Magalhães em show

Sertanejo falou também que planeja se casar com a estudante de moda

© AGNews

Reservado quando o assunto é sua vida pessoal, Luan Santana, namorado de Jade Magalhães, abriu um pouco a intimidade para Tatá Werneck no “Lady Night”, do Multishow, e falou sobre o relacionamento com a estudante, que não participa de entrevistas por ser tímida. O casal se conheceu em 2012, quando ela subiu no palco para dançar com o sertanejo, em um show. “A Jade me conquistou quando me olhou do público. Eu estava no palco e meus olhos encontraram os dela”, comentou.

CANTOR PLANEJA CASAMENTO COM ESTUDANTE

E parece que se depender de Luan a relação deles vai durar um bom tempo. Segundo o músico, ele tem sim o sonho de se casar. “Eu penso em casar, pode parecer retrógrado, mas acho que todo ser humano nasceu pra formar uma família”, disse o cantor, agora com os fios mais curtos. Além disso, o músico tem planos além do âmbito profissional: quer ser pai. “Penso em casar e ter filhos, mas tudo no seu tempo e como manda a tradição. Não sei se antes dos 30, mas 30 é uma boa idade. Confio plenamente que sim. Vejo essa maternidade na Jade. Sinto que é a mulher que escolhi”, declarou em recente entrevista.

MÚSICO ENTREGA LUGAR INUSITADO QUE FEZ SEXO COM NAMORADA

Em vídeo anterior, Luan adiantou que já escolheu um lugar para oficializar a união. “Castelo é massa. Bem baratinho também. Casamento num castelo tem uma magia envolvida, assim, que é incrível. (…) E eu acho que o castelo tem uma magia, um clima muito gostoso”, justificou o artista, entregando o lugar mais inusitado que fez sexo com a eleita: “Agora a gente foi para o Kenoa Resort, em Barra de São Miguel, em Alagoas. É um hotel lindo, bem pequeno, mas a gente ficou em um quarto muito gostoso e a praia privada, foi massa”, garantiu.

SERTANEJO CONTA COMO PERDEU A VIRGINDADE

Ainda em conversa Matheus Mazzafera, Luan confessou que a primeira vez aconteceu em um lugar nada convencional. “Foi com a minha primeira namorada. Eu tinha 16, ela 14, a gente namorava fazia um ano e estava aquela coisa de ficar brincando lá embaixo, na pracinha do prédio, e aí ‘ah, vamos subir’, ‘vamos pela escada’, aí a escada não tinha ninguém. Só que é desconfortável demais. Mas foi legal.”

(Por Patrícia Dias)