Desenvolvimento sustentável deve envolver os 399 municípios

Governo desenvolve uma plataforma de Business Intelligence para estabelecer quais metas serão prioritárias.

Foto: Divulgação

Uma proposta de municipalização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), abrangendo as 399 cidades paranaenses, foi destaque no Leader’s Summit 2017, evento que ocorreu paralelamente a 72a. Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), realizada em setembro, em Nova York. A ideia é que o Paraná seja o primeiro estado totalmente comprometido com a Agenda 2030.

Os avanços do Paraná na implantação dos ODS foram apresentados pela vice-presidente do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social do Paraná (Cedes), Keli Cristina de Souza Gali Guimarães. “Sabemos exatamente o Paraná que queremos em 2030”, afirma ela. “Estamos trabalhando para chegar lá, sem deixar ninguém para trás”.

De acordo com Keli Guimarães, o conselho, em parceria com a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar) e o Instituto Paranaenses de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), está desenvolvendo uma plataforma de Business Intelligence para estabelecer quais metas serão prioritárias para o Estado.

Ela destacou ainda que as parcerias firmadas no Paraná permitem a incorporação da agenda global nas diferentes instituições estaduais e municipais. “Estamos dispostos a reforçar as parcerias multissetoriais e continuar apoiando cada vez mais a expansão e as iniciativas do Programa Cidades em nosso Estado”, declarou ela.

EXEMPLOS – Como exemplo de ação de instituições citou a Secretaria da Fazenda, que de forma inédita incluiu os ODS no orçamento do Paraná, e o Tribunal de Contas do Estado (TCE), que passará a desenvolver métodos de acompanhamento da evolução dos indicadores e a introdução dos 17 objetivos na avaliação das contas anuais do governo, conforme acordo firmado em 2016.

A promoção de ações da agenda da ONU também tem apoio da Copel. O presidente da empresa, Antônio Sérgio Guetter, que também esteve no encontro em Nova York, propôs a Michael Nolan, diretor executivo do UN Global Cites, a instalação do Núcleo da Região Sul do Brasil do Programa Cidades do Pacto Global no Paraná, que deve ficar sob o comando do diretor Jurídico e de Relações Institucionais da Copel, Cristiano Hotz.

VANGUARDA – Segundo Keli, tanto o Paraná quanto o Brasil estão na vanguarda da implantação da agenda 2030, inciativa que tem o apoio da Organização das Nações Unidas e prevê o cumprimento de 17 ações que tem por objetivo ampliar e melhorar a qualidade de vida da população mundial.

A evolução na disseminação e engajamento de todos seus municípios paranaenses, com vistas à implantação da Agenda 2030 (ODS), será debatida em um evento que vai acontecer entre os dias 27 e 29 de novembro em Foz do Iguaçu. Nele estarão presentes representantes do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), dos governos federal, Estadual e municipais, além das entidades como a Itaipu, Associação dos Municípios do Paraná (AMP), Copel, Sanepar e Paranacidade.