Alice Cooper comenta sobre polêmica com Rita Lee nos anos 70

Cantor, que se apresentou no Rock in Rio, também falou sobre parceria com o pintor Salvador Dalí

Foto: Fernanda Grillo/VEJA.com

roqueiro Alice Cooper, que se apresentou no festival Rock in Rio deste ano, falou sobre uma polêmica envolvendo a cantora Rita Lee nos anos 1970. Em seu livro de memórias, a brasileira contou ter roubado uma das cobras de estimação do cantor porque o animal sofria maus-tratos.

Em entrevista ao site da revista Veja, Cooper apresentou sua versão sobre os fatos. “Eu jamais maltrataria minhas cobras. Elas, aliás, têm tratamento melhor do que meus músicos. Viajam de primeira classe e ganham um rato de presente por dois minutos de trabalho. Eu adoro minhas cobras”, disse.

O cantor também revelou que achou um quadro raro do pintor norte-americano Andy Warhol em casa. “Ele estava no meio de umas quinquilharias. Comprei por sugestão de uma antiga namorada, que fazia parte da trupe do Warhol. Paguei 25 mil dólares. Hoje, ele vale 12 milhões”, contou.

Cooper comentou, ainda, sobre uma parceria que fez na década de 70 com o pintor espanhol Salvador Dalí. “Ele falava cinco línguas e só repetia uma mesma frase com palavras em inglês, francês e espanhol. Numa entrevista que fizemos juntos, me perguntaram como era trabalhar com ele. “Não sei, não entendo o que ele fala”, eu disse. E Dalí respondeu, em inglês perfeito: “Ótimo. O caos é a melhor forma de comunicação”.