SóLetras homenageia escritores de Jacarezinho

O evento, que acontece em parceria com a Semana Literária do SESC-PR, homenageou os escritores jacarezinhenses

Textos ganharam musicalidade e houve também leitura dramatizada (Divulgação)

O curso de Letras da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), Campus de Jacarezinho realizou  o XII Seminário de Letras – SóLetras. O evento, que acontece em parceria com a Semana Literária do SESC-PR, homenageou, na noite de terça-feira (19), os escritores jacarezinhenses José Augusto Coppi, José Lázaro Boberg, Geraldo Silva e Celso Rossi. Até hoje, encerramento, o  evento contará com mesa-redonda, oficinas, minicursos e sarau literário.

Para a diretora do Centro de Letras, Comunicação e Artes (CLCA), Luciana Brito, momentos como os propiciados pelo evento, que exaltam a figura do artista e suas obras, são muito importantes e contribuem para a construção de uma memória artística. “A cidade de Jacarezinho é extremamente rica em manifestações artísticas. Costumo dizer que morar aqui é um presente”, ressaltou. A professora destacou ainda a parceria do CLCA com o Sesc Jacarezinho e o Conjunto Amadores de Teatro (CAT) em outros projetos como na realização do Salão de Artes Plásticas de Jacarezinho, assim como na preservação do acervo do CAT.

Músicas e Oficinas

O evento, que teve início na segunda com apresentação do músico, cantor e compositor Edu Sereno, contou, na terça, com as oficinas: “Escrita Criativa”, com Karen Debértolis; e “Ensino de literatura na escola: a didática da leitura subjetiva como percurso para a formação de comunidades de jovens leitores”, com Izabel Cristina Marson. À noite, escritores jacarezinhenses foram homenageados pelos alunos dos cursos de Letras Espanhol/Inglês da UENP, que apresentaram textos musicados de Celso Rossi e realizaram uma leitura dramática de contos de José Augusto Coppi. A noite teve início com a apresentação do monólogo “Delírio” de Geraldo Silva, peça representada por Antônio Henrique Mariano, sob direção de Terezinha Franco. Ainda durante o evento, foram apresentadas duas novas escritoras de Jacarezinho: Samanta Périco e Rubanne Damas.

Público pode conhecer trabalhos literários cantados e dramatizados (Divulgação)

Na tarde de ontem, foi realizada a oficina “Projeto Salão de Artes Plásticas de Jacarezinho: diálogo entre memória, arte, preservação e ensino”, e o minicurso “Considerações sobre a perspectiva do inglês como Língua Franca (ILF)”, com a professora Fernanda de Cássia Miranda e integrantes do projeto de Pesquisa Implicações Pedagógicas do Inglês como língua franca. Nesta noite, o SóLetras recebe, no auditório do CLCA, a mesa-redonda “Literatura e suas interfaces”, com Mário Rodrigues e Franklin Carvalho, e mediação de Ricardo André Ferreira Martins. Nesta quinta, das 14h e às 19h, serão realizadas sessões de comunicação.

Hoje, último dia do Sóletras, serão realizadas salas temáticas no CLCA, e, a partir das 16h, o minicurso: “Leituras de narrativas do insólito”, com Nerynei Meira Carneiro Bellini. À noite, no auditório do SESC, está programado um sarau literário com os escritores Leandro Carlos Muniz e Antônio Altvater.

Abertura

A noite de abertura, que contou com a participação do diretor de Campus de Jacarezinho, Fábio Antonio Neia Martini, da diretora do CLCA, Luciana Brito, do diretor executivo do Sesc Jacarezinho, Dimas Fonseca, estudantes e professores do curso, teve a apresentação do músico, cantor e compositor Edu Sereno. Com letras e arranjos urbanos, Edu Sereno apresentou as músicas de seu álbum de lançamento “O pão que o Diabo ama sou”, de 2016, e algumas outras do seu EP “Esquinas, Janelas e Canções”, de 2013.