Príncipe William leva George à escola para primeiro dia de aula

Sem a presença de Kate Middleton, príncipe George foi levado de carro pelo pai à instituição

© Getty Images

Príncipe George foi à escola pela primeira vez nesta quinta-feira (7). Acompanhado do pai, William, e sem a presença da mãe, Kate Middleton, que anunciou sua terceira gravidez no início da semana, o pequeno conhecido por suas caras e bocas chegou à escola Thomas’s Battersea, no bairro de mesmo nome, na região sul de Londres, e foi recebido pela diretora da instituição, Helen Haslem.

Com suéter azul-marinho com detalhes em vermelho, camisa social clara e bermudas, meias e sapatos pretos – parte do uniforme avaliado em R$ 1,5 mil – George saiu do Palácio de Kensington, residência oficial da Família Real, e foi levado de carro pelo pai até a escola.

Antes de entrar na escola, George frequentou, em 2016, a creche Westacre Montessori, em Norfolk, cuja diária custava R$ 190. O garoto, no entanto, só conseguia ir ao local enquanto Kate e William estavam na cidade, deixando de participar das aulas quando o casal ficava no palácio de Kensington.

A nova instituição escolhida por Kate Middleton e príncipe William, por sua vez, tem um custo mais salgado: quase 6 mil libras por período letivo, o equivalente a R$ 23 mil. Além disso, a escola não incentiva que os alunos tenham melhores amigos para não machucar os sentimentos de outros colegas. O principal objetivo por lá é “ser gentil”.

Apontado como bagunceiro pela Duquesa de Cambridge, George também teve sua personalidade comentada pelo pai. “George é um pouco malandro às vezes. Ele demanda a minha atenção o tempo todo, mas é um garoto doce”, disse príncipe William, que sentiu a virada na vida ao se casar e ter filhos: “Adoro meus filhos e tenho aprendido muito sobre mim e sobre a minha família desde que tive meus próprios filhos. Foi uma grande mudança para mim. Sou muito sortudo de contar com o apoio da Catherine. Ela é uma mãe maravilhosa e uma mulher fantástica”.

(Por Vanessa Nogueira)