PM reforça ações para evitar embriaguez ao volante

No Paraná foram abordadas 5,1 mil pessoas e 3,9 mil veículos.

Foto: Soldado Adilson Voinaski Afonso

O Paraná e outros 15 estados brasileiros deflagraram uma operação simultânea nas principais cidades em alusão à Semana Nacional do Trânsito. As atividades iniciaram na noite desta sexta-feira (22) e seguiram até a madrugada de sábado (24) com o objetivo de alertar motoristas pedestres sobre os riscos da embriaguez ao volante.
A Polícia Militar paranaense abordou cerca de 5 mil pessoas e encaminhou 53 flagradas alcoolizadas em todo o Estado, além de lavrar 254 infrações.

Em Curitiba, o Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) fez blitz em sete pontos na região Central e no entorno. Houve 226 testes etilométricos (teste do bafômetro), o registro de 57 infrações por beber e dirigir (artigo 165) e de 11 flagrantes por embriaguez ao volante (artigo 306), que resultaram em prisões. Também foram recolhidos 33 veículos com irregularidades.

Além da Capital, a operação também ocorreu em diversas cidades do Paraná, com coordenação dos Comandos Regionais da PM sediados em Londrina, Maringá, Ponta Grossa, Cascavel e São José dos Pinhais e, ainda, em outros municípios menores com a aplicação de efetivos em locais específicos simultaneamente.
“A PM está engajada na Semana Nacional do Trânsito e 17 estados da Federação estão intensificando a fiscalização com relação à Lei Seca”, disse o comandante da operação em Curitiba, capitão Márcio Rodrigues.
O objetivo da ação, segundo ele, foi fazer blitzes em locais com maior aglomeração de pessoas e onde há comércio de bebidas alcoólicas, uma forma de demonstrar que os motoristas devem observar a legislação de trânsito e adotar medidas de direção defensiva. O trabalho também serviu para inibir os casos de embriaguez ao volante e evitar acidentes.
PARANÁ – Em todo o Estado houve 102 pontos de blitz com abordagem de 3.913 veículos e 5.191 pessoas. Os policiais militares fizeram 1.160 testes etilométricos, registraram 256 infrações pelos artigos 165 e 306, além de efetuarem 53 prisões por embriaguez ao volante. Também foram recolhidos 190 veículos com irregularidades e apreendidas 173 carteiras de habilitação.