Festival cultural reúne talentos das escolas estaduais

Apresentações fazem parte das celebrações do aniversário de 70 anos da Secretaria de Estado da Educação

Secretaria de Estado da Educação do Paraná, Festival dos 70 anos da SEED no teatro Guaria com a participação da Secretária Ana Seres Trento Comin e alunos dos colégios estadual, na foto apresentação da banda do Colégio Maria Gai Grandel. 05-09-17. Foto: Hedeson Alves/SEED

Estudantes da rede estadual de ensino e unidades conveniadas à Secretaria de Estado da Educação participaram nesta terça-feira (5) no Teatro Guaíra, em Curitiba, do Festival SEED 70 anos, com uma série de apresentações culturais. As atividades integram as comemorações do aniversário da secretaria e têm como objetivo resgatar a memória da educação pública no Estado, além de valorizar e divulgar os talentos dos jovens alunos da rede paranaense.

“Para marcar os 70 anos da secretaria organizamos várias atividades, como concurso de artes e resgate da memória fotográfica e homenagens aos ex-funcionários que ajudaram a construir a educação pública no Paraná. Hoje nossa intenção é promover uma comemoração voltada para nossos estudantes, a razão de ser desta secretaria”, disse a secretária da Educação, professora Ana Seres, durante a abertura do festival.

TALENTO ESTUDANTIL – “É um privilégio ter a oportunidade de participar das celebrações dos 70 anos da Secretaria da Educação e me apresentar junto com meus colegas em um evento tão grande como esse”, disse a estudante Thalya Ferreira Lima, 15 anos, do 1° ano do Colégio Estadual Maria Gai Grendel, no bairro Caximba, em Curitiba.

Thalya é integrante da Banda Musical de Concerto da Caximba e se apresentou junto com outros 79 colegas. O grupo foi criado em 2011 e acumula vários títulos nacionais em festivais nacionais. Também participou de um festival de música na Argentina, em 2015.

A diretora do Maria Gai Grendel, Sonia dos Santos, destacou a importância da banda. “Além de revelar talentos, como nossos ex-alunos que cursaram Belas Artes, essa iniciativa mantém as crianças mais tempo dentro da escola e envolvidas com atividades interessantes”, destacou a diretora.

Célio Santana está no grupo de dança Arte Especial da Apae de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, desde o início do projeto, há 10 anos. Hoje Célio e os colegas se apresentaram para uma plateia com mais de 2 mil espectadores. “É uma oportunidade muito legal apresentar um pouco do trabalho que desenvolvemos na Apae há tanto tempo e fazer parte dessa festa”, disse.
INTERAÇÃO – A estudante Juliane Baron, 16 anos, do 3° ano do curso técnico em Agropecuária do Centro Estadual de Educação Profissional Agrícola da Lapa, foi conferir as apresentações junto com mais 40 colegas. “É uma experiência muito boa porque nos sentimos honrados pelo colégio ter sido convidado. Também é uma oportunidade para conhecer pessoas diferentes”, disse Juliane.

Assistiram às apresentações estudantes de 23 escolas estaduais dos Núcleos Regionais de Educação de Curitiba, Área Metropolitana Norte e Sul, professores, diretores, pedagogos, pais e membros da comunidade escolar.

Também se apresentou o grupo de dança contemporânea do Colégio Estadual do Paraná, o DanCEP. Criado em 2011, tem uma ampla trajetória, com apresentações e premiações nacionais e internacionais.
Além do espetáculo de dança, subiram ao palco a estudante Bia Soares, do Colégio Estadual Professora Ottília Homero da Silva, do município de Pinhais, também na Grande Curitiba. Ela tem 14 anos, é escritora e compositora e já acumula experiência artística, com apresentações no seu colégio e participação no programa “The Voice Kids”, em 2016.

O ex-aluno do Colégio Estadual Professor João Loyola, no bairro Pinheirinho, na Capital, Lipe Oliveira terminou seus estudos em 2015 e depois de participar de vários projetos musicais inicia carreira solo com o lançamento do seu primeiro clipe da música de trabalho “Uma nova canção”.

MEMÓRIA – No hall de entrada do palco principal do Teatro Guaíra os visitantes puderam conhecer um pouco mais sobre a evolução da educação pública, graças a uma mostra promovida pelo Museu da Escola Paranaense. Os convidados puderam ver parte do acervo que inclui uniformes, livros, fotografias e mobiliários que representam a evolução da educação no Estado. Entre os itens estão as antigas carteiras com espaço para tinteiro, mesas para desenho e os tradicionais uniformes com saia plissada.

PRESENÇAS– Prestigiaram as apresentações a superintendente da Educação, Inês Carnieletto, a chefe de gabinete da Secretaria da Educação e organizadora das comemorações, Creusa Borges Abdala, e chefes das regionais de educação de Curitiba, Área Metropolitana Norte e Sul.