Penitenciárias do Paraná aderem à campanha Agosto Azul

Em 2017, o tema do Agosto Azul é Pai, seja presente!, que incentiva a paternidade responsável.

Penitenciárias do Paraná aderem à campanha Agosto Azul. Curitiba, 09/08/2017. Foto: Osvaldo Ribeiro/SESP

Penitenciárias de todo o Estado participam neste mês da campanha Agosto Azul, que promove ações voltadas à saúde do homem. Hoje, cerca de 19 mil presos do estão custodiados no sistema prisional do Paraná. A ação é organizada pela Secretaria Estadual da Saúde em parceria com o Departamento Penitenciário.
Em 2017, o tema do Agosto Azul é Pai, seja presente!, que incentiva a paternidade responsável. A campanha lembra aos homens sobre as mudanças que a paternidade traz e sugere atitudes que devem fazer parte da rotina de um pai responsável.
Instituída no Paraná em 2012 pela Lei nº 17.099, a campanha é realizada anualmente e foi lançada na semana passada no Palácio das Araucárias, em Curitiba.

 

ATIVIDADES – Diversas atividades estão programadas durante o mês em todo o sistema prisional paranaense. A primeira foi uma palestra na Penitenciária Central do Estado – Unidade de Progressão (PCE-UP), em Piraquara, Região de Metropolitana de Curitiba. Por meio de um bate-papo, profissionais da área da saúde esclareceram dúvidas dos detentos sobre higiene, cuidados com o corpo, sexualidade, prevenção de doenças e paternidade, entre outros.

 

“Achei sensacional, bom conteúdo e aprendizado. No meu caso, eu tinha uma dúvida há muitos anos sobre minha saúde e com essa oportunidade pude finalmente esclarecer”, contou A. A. B. J, 36 anos, preso há dois meses e meio.
“O homem tem dificuldade e até um certo preconceito em relação ao cuidado de sua própria saúde. Acho que se nós queremos viver mais, temos que aproveitar esse conhecimento que nos foi oferecido”, disse A. N. I, 37 anos, preso há três meses na penitenciária.

 

O coordenador estadual da Política de Saúde do Homem, Rubens Bendlin, foi um dos palestrantes. “Foi extraordinário, realmente uma aceitação muito grande por parte do público que nos assistiu, muito interativo, com perguntas interessantes, o que demonstra verdadeiro interesse e comprometimento”, afirmou Bendlin.
“Essa oportunidade é enriquecedora porque pudemos ouvir necessidades reais daquilo que eles querem enquanto saúde, suas dúvidas e ansiedades, e também trazer informações daquilo que é ofertado”, disse o coordenador nacional da Política de Saúde do Homem do Ministério da Saúde, Francisco Norberto Moreira da Silva.

 

PROGRAMAÇÃO – Na próxima semana, a Colônia Penal Agroindustrial (CPAI) recebe uma palestra nos dias 16 e 17. Um mutirão de testes rápidos de Sífilis, Hepatites B e C, HIV e Tuberculose será realizado na Penitenciária Central do Estado – Unidade de Segurança (PCE-US). Estão programadas ainda ações no Interior do Estado.