Operação Rondon atende 37 mil pessoas no Norte Pioneiro

Estudantes e professores voluntários de 14 instituições – 240 rondonistas – desenvolveram ações de promoção humana e cidadania.

Duzentos e quarenta rondonistas desenvolveram ações de promoção humana e cidadania (Divulgação)

A Operação Rondon Paraná, realizada durante duas semanas em dez municípios do Norte Pioneiro, atendeu cerca de 37 mil pessoas com aproximadamente 1,2 mil oficinas ofertadas à comunidade. O projeto foi coordenado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), em parceria com a Universidade Estadual do Norte do Paraná (Uenp) e Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste).

Estudantes e professores voluntários de 14 instituições – 240 rondonistas – desenvolveram ações de promoção humana e cidadania. As atividades aconteceram em Jacarezinho, Barra do Jacaré, Cambará, Carlópolis, Conselheiro Mairinck, Joaquim Távora, Ribeirão Claro, Santo Antônio da Platina, Siqueira Campos e Wenceslau Braz.

O secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, destacou os desafios da operação regional. “A partir da experiência da UEPG, que havia promovido duas operações nos Campos Gerais, lançamos a meta de levar essa ação extensionista a um número maior de cidades, escolhendo o Norte Pioneiro em função das demandas que apresenta nas áreas da saúde, educação e assistência social”.

O prefeito de Jacarezinho, Sérgio Eduardo Emygdio de Faria, destacou o entusiasmo dos rondonistas que, segundo ele, fizeram a diferença na atenção às comunidades do Norte Pioneiro e deram sua contribuição para a melhoria das condições de vida de muitas pessoas.

Segundo o coordenador geral da operação, professor Mario Cezar Lopes, da UEPG, o Rondon é uma oportunidade de o estudante deixar a zona de conforto da sala de aula. “A passagem pela universidade é temporária e na sua atuação profissional ele deverá estar preparado para enfrentar realidades que vão além da teoria”.

Durante a cerimônia de encerramento, no sábado (05), em Jacarezinho, foram entregues troféus aos representantes dos municípios e das instituições envolvidas. As equipes de cada cidade fizeram uma apresentação, simbolizando os 15 dias de atuação junto às comunidades e os rondonistas assistiram ao documentário produzido pela equipe de comunicação da Operação Rondon. O vídeo da Operação Rondon 2017 está disponível em https://www.youtube.com/watch?v=hx5IrX9TvTM&feature=youtu.be
A Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior financiou a ação por meio do Fundo Paraná, contanto também com o suporte da Sanepar.

A UEPG, Uenp e Unioeste também contaram com as parcerias da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Universidade Estadual do Paraná (Unespar), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) – câmpus de Campo Mourão, Cornélio Procópio, Londrina e Ponta Grossa, além do Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais (Cescage), Universidade Positivo (UP), Faculdade Paranaense (Fapar) e União dos Escoteiros do Brasil (UEB-PR).