Guias turísticos vão ajudar a preservar o Parque de Vila Velha

Guias se tornaram necessários devido a ações de vandalismo e infração ambiental

Em comemoração aos 60 anos da criação do Parque Estadual de Vila Velha, em Ponta Grossa – um dos pontos turísticos mais conhecidos do Paraná - o Governo do Estado preparou uma programação especial, a partir desta quarta-feira (16), com eventos culturais e de educação ambiental. Foto: Divulgação

Os visitantes do Parque Estadual de Vila Velha, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, contarão a partir desta sexta-feira (01.09) com guias de turismo devidamente treinados para atender no local. Os guias fazem parte do Núcleo de Turismo de Ponta Grossa e da Associação Brasileira de Guias de Turismo (ABGTur) e serão contratados diretamente pelos visitantes.

De acordo com o diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Guilherme de Camargo Vasconcellos, a ação se tornou necessária devido a diversas ações de vandalismo e infrações ao meio ambiente por parte de visitantes desacompanhados.

“Os campos e os demais atrativos do parque, principalmente os arenitos, são ambientes extremamente frágeis e é necessário que as pessoas entendam isso e conservem o local. Só assim as gerações futuras poderão conhecer o que ambiente original de Vila Velha”, explica.

A mudança no atendimento aos visitantes do parque é resultado de parceria dos guias com o IAP, responsável pela Unidade de Conservação, e visa dar melhor proteção aos ambientes naturais, como os arenitos. Para isso, os guias receberam treinamento dos servidores do IAP para que os turistas sejam devidamente orientados e não cometam infrações ao meio ambiente.

VANDALISMO – Nos últimos três meses a administração do parque registrou e investiga mais de 20 casos de vandalismo, com descumprimento de normas, saídas de trilhas, pessoas escalando em arenitos, pichação nos arenitos.

“As medidas legais cabíveis estão sendo tomadas pelo IAP, estamos identificado cada um dos infratores com um trabalho de inteligência, cruzando informações prestadas no momento do cadastro dos visitantes e com imagens em redes sociais. Algumas pessoas e empresas de turismo já estão sendo notificadas e autuadas para que isso não ocorra novamente”, explica o presidente da instituição, Luiz Tarcísio Mossato Pinto.

PROCEDIMENTO – Com a mudança, pessoas e grupo de pessoas que queiram visitar o Parque poderão fazer o agendamento e a contratação de guias diretamente com o Núcleo de Guias de Turismo de Ponta Grossa ou com a ABGTur. Cada guia e instituição cobrará um preço que poderá variar de acordo com cada profissional, a quantidade de pessoas e dia da visita.

Quem for ao parque sem agendamento pode fazer a contratação do guia no local. Nesse caso, o valor do guia poderá ser compartilhado entre todas os demais visitantes que estiverem no local no momento.

Durante os fins de semana (sábado, domingos), os profissionais do Núcleo de Guias de Ponta Grossa, atenderão os visitantes em preço único de R$ 10 por pessoa. Grupos maiores de 15 pessoas continuam precisando de agendamento com 10 dias de antecedência por e-mail.

PARQUE – O Parque Estadual de Vila Velha foi criado em 1953 para preservar as formações de arenito e os campos nativos do Paraná. Tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Estadual, tem mais de três mil hectares e diversas atrações, entre elas os Arenitos, Furnas e a Lagoa Dourada.
Entre a fauna presente no parque, já foram encontradas muitas espécies endêmicas e ameaçada de extinção, como o lobo-guará, bugio-ruivo, tamanduá-bandeira, jaguatirica e aves como a águia-cinzenta, papagaio-de-peito-roxo, galito, caminheiro-grande e noivinha-de-rabo-preto.

SERVIÇO:
PARQUE ESTADUAL DE VILA VELHA
Localização: BR-376 (km 515) – Ponta Grossa – Paraná.
Abre para o público: sextas, sábados e domingos das 8h30 às 17h30, com entrada permitida até 15h30.
Ingressos: R$ 10 para Arenitos e R$ 8 para Lagoa Dourada e Furnas.
Meia entrada para estudantes brasileiros mediante apresentação de carteirinha, funcionário público, doadores de sangue e moradores de Ponta Grossa com apresentação de comprovante de residência. Menores de 6 anos e acima de 60 não pagam.
E-mail: [email protected]