Em protesto, taxistas lançam corridas a R$ 5 por pessoa

Carros farão percursos semelhantes aos do transporte coletivo para lotação de quatro

Taxistas vão concorrer com o transporte coletivo de Curitiba (Foto: Franklin de Freitas)

Em protesto contra a regulamentação dos aplicativos do transporte em, como Uber e Cabify, os taxistas de Curitiba começaram na sexta-feira (18) um protesto diferente, chamado Táxi Solidário. Segundo a União dos Taxistas de Curitiba (UTC), os taxistas vão proporcionar viagens entre pontos específicos atendidos pelas rotas do transporte coletivo. por R$ 20 para grupos de quatro passageiros no mínimo, o que dá R$ 5 por pessoa, um valor bem próximo da tarifa de transporte coletivo, que hoje está R$ 4,25.

A manifestação não tem data para terminar. A UTC está colaborando na divulgação e os taxistas participantes estão providenciando panfletos, que serão distribuídos nos principais terminais de ônibus da cidade e pontos de aglomeração de pessoas, como Boca Maldita e Praça Rui Barbosa. Os carros que fazem parte do Táxi Solidário também serão identificados.

“A nossa ideia é alertar a prefeitura de Curitiba sobre as consequências do decreto que libera Uber e Cabify e o caos que ele vai causar na cidade. O sistema de transporte coletivo vai sentir o impacto da medida”, explica Eduardo Fernandes, presidente da UTC. Ele reclamou que a categoria não foi chamada para discutir o decreto do transporte de passageiros pela Prefeitura e avisou que vai protocolar mais uma vez hoje um pedido de reunião com a equipe da Secretaria de Finanças da Prefeitura. “Queremos que a Prefeitura revise esse decreto”. Fernandes ainda não tem estimativa de quantos táxis da cidade vão participar do protesto.
Em nota, a Prefeitura de Curitiba informou que a Urbs, que regula e fiscaliza a frota de táxi na cidade, está monitorando se o protesto realmente vai acontecer.