Voluntários se reúnem e reforma Morro do Bim

Na reforma em parceria com algumas empresas, foi incluída a recuperação da pequena Capela que fica instalada embaixo do Cristo Redentor.

Voluntários se reúnem para recuperação do cartão postal da cidade (Divulgação)

Um dos cartões postais de Santo Antônio da Platina, o Morro do Bim, está de cara nova. Tudo limpo, pintado e muito bem cuidado para receber os visitantes. O trabalho realizado de forma voluntária foi desenvolvido pelo Grupo de Intercessão Nossa Senhora Rainha da Paz e Jesus Misericordioso, que optaram em transformar o Morro do Bim em um lugar de oração e paz. Há 24 anos o grupo busca recuperar as estruturas do morro e finalmente conseguiram chegar ao objetivo. Na reforma em parceria com algumas empresas, foi incluída a recuperação da pequena Capela que fica instalada embaixo do Cristo Redentor.

O grupo é composto por quatro senhoras que veneram o morro do Bim: Lázara Ribeiro Petreche, 74, Vanilza do Carmo de Oliveira, 56, Valdete Bionde Detoni, 63, e Neide de Fátima Moreira, 54. Juntas, tiveram a ideia de recuperar suas estruturas com a intenção também de valorizar a cidade com o turismo religioso – que já estão preparando para o fim do ano. Aos poucos, o grupo vem conseguindo ajuda de várias pessoas da comunidade que comungam do mesmo desejo em possuir um lugar que as pessoas possam se sentir bem.

Com o apoio e licença do prefeito José da Silva Coelho Neto, o Zezão, para reformar a Capelinha agora está pronta para receber os fiéis. Lázara comentou que o objetivo do grupo agora conseguir uma verba através do deputado federal Diego Garcia para a construção de uma concha acústica para a unificação das igrejas. “É intenção é criar a possibilidade de todos adorarem ao Deus criador, respeitando os regulamentos de cada igreja. Essa é a missão do Papa e com certeza é a nossa também”, enalteceu.

Lázara deixa o convite para os fiéis prestigiarem as belezas do cartão postal da cidade, agradecendo a todos os voluntários e comunidade que contribuíram de alguma forma para que o sonho do grupo se tornasse realidade. “Venham visitá-la e verão que Deus derramará sobre você as graças que necessita para sua vida. Queremos agradecer todos que nos ajudaram na reforma da mesma e pedimos a Deus que dê tudo em dobro a sua ajuda. Moacir Dal Bianco, Marcelo e toda sua equipe que trabalharam na reforma da Capela o nosso Deus lhe pague por toda sua dedicação e empenho em fazer tudo com muito carinho e amor. Deus lhe pague por tudo.”, agradeceram as senhoras do grupo nas redes sociais.

Restauração do Cristo Redentor

Em abril de 2016, o artista plástico platinense Marcos Almeida liderou uma ação voluntária Marcos Almeida, 37, em parceria com as empresas HG Tintas, Auto Posto Caetê e o empresário William Paulo de Castilho, proprietário da Mania de Limpeza. O voluntário tem o mesmo objetivo que o grupo em preservar o ponto turístico da cidade, proporcionando melhorias no local que por várias vezes foi alvo de vandalismo e do abandono.

Capela do Morro do Bim foi completamente restaurada (Divulgação)