Área técnica da Secretaria da Educação debate ensino médio

As mudanças ainda dependem da oficialização da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) brasileira, o que deve ocorrer nos próximos meses.

Secretaria de Estado da Educação do Paraná, Primeiro debate sobre o ensino médio com a presença da Secretária de Educação Ana Seres Trento Comin. 04-07-17. Foto: Hedeson Alves/SEED

O Departamento de Educação Básica da Secretaria de Estado da Educação reuniu nesta terça-feira (04), em Curitiba, técnicos de diversas áreas (pedagógico, diversidade, orçamento, censo, alimentação escolar, transporte) para debater a Lei 13.415, de reforma do Ensino Médio.

As mudanças ainda dependem da oficialização da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) brasileira, o que deve ocorrer nos próximos meses. O novo modelo proposto pela lei federal, que deverá ser implementado nos estados, além de ampliação da carga horária, prevê cinco possibilidades aos estudantes: optar por linguagens e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; ciências humanas e sociais aplicadas formação técnica e profissional.

COMUNIDADE – A secretária de Estado da Educação, professora Ana Seres, participou da reunião. “Por enquanto o que temos em andamento no Paraná são mais colégios de turno único, com educação integral. Qualquer outra mudança depende de debates que envolverão também a comunidade”, disse a secretária.

“Estamos construindo políticas públicas para a educação integral em tempo integral, através de projeto de lei. Temos feito vários esforços nesse sentido e já temos mais de 60 unidades no fundamental e no médio”, completou Ana Seres, lembrando que somente para o ensino médio são atualmente 18 unidades, com outras 19 vagas a serem abertas.

O chefe do DEB, Cassiano Ogliari, frisou que essa foi uma reunião inicial e que outras serão feitas na sequência. “Os debates continuarão e toda a comunidade será envolvida”, afirmou.